A Primeira aula

Aconteceu nesta quinta-feira (19/11/2020) a primeira aula virtual do curso Drones, Dinâmica de voo e Leis de Newton. Momento em que foram discutidos os temas leis de Newton e unidades de medida. A contribuição dos professores e estudantes foi fundamental para construção de novos conhecimentos sobre a dinâmica dos movimentos, além do debate sobre a importância da prática de exercícios para aprendizagem significativa.

Os participantes tiveram a oportunidade de debater sobre as três leis de Newton na ótica da aviação. Foi demonstrado como a lei da Inércia é utilizada para analisar o acidente aéreo e as consequências das forças de acordo com seus potenciais. Neste assunto, um dos alunos pediu que analisássemos, como exemplo, o acidente de um avião que colidiria com um poste. Durante o debate, o Professor de Física Jilson Santos explanou a teoria da inércia e provocou os demais participantes a contribuírem com seus conhecimentos prévios. Os estudantes Marivaldo Jesus e Rafael Jonathan aprofundaram a teoria citando outros exemplos. “Este debate abriu meus horizontes, passei a ver este assunto de outro modo, mas os conhecimentos em minha mente não estão errados” momento que foi  esclarecido que “todo conhecimento é válido, mas é necessário compreender a filosofia do conhecimento. É necessário “conversar com a pergunta”, pois de nada adianta ser expert em matemática se não há compreensão do problema apresentado”. Como conclusão do debate, foi esclarecido os principais aspectos do Exame Nacional do Ensino Médio – ENEM que atualmente baseia-se na compreensão do problema e não somente em fórmulas.

Mapa Mental utilizado como recurso didático visual.
Fonte: https://br.pinterest.com/pin/783626403886161508/

No tema Ação e Reação foi utilizado inicialmente o exemplo do reverso da turbina do avião para entendimento da terceira lei de Newton. Os participantes tiveram a oportunidade de compreender as etapas de funcionamento, diferença entre as turbinas e a importância do reverso para desaceleração da aeronave durante o processo do pouso. Os estudantes Pedro Paixão e Tarsila Paixão trouxeram suas percepções sobre a lei de ação e reação baseadas nas aulas de física que assistiram no Colégio Militar. Aproveitando o exemplo do tema anterior, foi compreendido que “o avião ao se chocar com o poste a 750 km/h, o poste responderá na mesma intensidade de força, mesma direção, mas em sentido contrário” evidenciando que “a terceira lei analisa a força resultante de uma reação, baseada na ação que serão iguais em intensidade”. Neste caso, não houve análise do conceito de matéria, nem das suas características como impenetrabilidade, divisibilidade, elasticidade etc, mas o aspecto científico para compreensão do contexto do tema. Para concluir, uma pergunta foi feita: “qual a fórmula de aceleração baseada na velocidade?”.

Baseado na pergunta anterior, um dos estudantes comentou: “professor Elcival, não lembro porque não estamos tendo aulas”, momento em que todos os professores contribuíram com suas percepções, expressaram palavras de apoio e orientaram aos estudantes como estudar neste período tão complicado. O primeiro foi o Professor Leandro Santos, do Instituto Federal Baiano (IFBAIANO) – Campus Guanambí, que abordou sobre a importância da prática para manutenção do conhecimento: “Se não colocarmos em prática, acabamos esquecendo os conteúdos. É por isso que precisamos nos manter ativos através da leitura e de outras atividades, lógico que aqueles conteúdos que estudamos mais, manteremos em mente por um período maior”. A contribuição da professora Gisella Simões, foi realizada através de sugestões, principalmente para aqueles sem aula, que “revisem os conteúdos através dos novos recursos tecnológicos como podcast, mapas mentais virtuais, resumos em vídeo etc. O objetivo não é decorar, mas compreender e fixar”.

Para enriquecer a discussão, a professora Gisella respondeu corretamente a pergunta: “qual a fórmula de aceleração baseada na velocidade?”. Questionada se teria estudado o tema a pouco tempo, respondeu que a última vez foi no ensino médio. A surpresa não se deu pelo conhecimento da fórmula, mas a última vez que estudou o assunto. Aproveitando este detalhe, outros professores contribuíram incentivando os estudantes a compreenderem o assunto e não apenas decora-los. A professora Leila Cardoso, trouxe ao debate que uma das maiores dificuldades na física e na química é a abstração. “Fechar os olhos e conseguir visualizar o exemplo que está sendo exposto não é simples, mas necessário. Aqui está fácil, os exemplos estão demonstrados, sendo vistos. Assim, a matemática se torna simples, pois será apenas trocar letras por números. Agora, quando na teoria precisamos jogar para o abstrato encontramos a dificuldade maior”. Para enfrentar este problema, a professora disse que “quando estudava física no ensino médio, eu utilizava a técnica do desenho”. Finalizando seus comentários, falou sobre suas percepções dos conteúdos abordados e citou exemplos do dia-a-dia.

O professor Jilson Santos concordou com a professora Leila e complementou de forma brilhante dizendo que “ajuda bastante montar esboços (sketch) ou esquemas através de desenhos, a partir daí coletar os dados no problema para depois fazer a relação com a matemática envolvida na questão”. Após os comentários, o estudante Rafael Jonathan fez a relação entre o estudado em sala de aula com os exemplos citados pelos professores. Para concluir, debatemos sobre a importância da lei da inércia para criação dos encostos de cabeça dos bancos veiculares e sobre a relação entre a lei da ação e reação com o cinto de segurança.

Os últimos conteúdos da aula foram: a segunda lei de Newton e as unidades de medida. Durante a explanação, continuamos com o exemplo do acidente do entre o avião e o poste. Para entendimento da Força resultante, estudamos as fórmulas de velocidade e aceleração, relacionando-as com suas respectivas unidades de medida, para então exemplificarmos com números os conhecimentos científicos apresentados por Newton.

Print do rascunho da explicação da segunda lei de Newton, velocidade e aceleração.

Como proposta motivadora, os estudantes foram desafiados. O Problema: “Como você enxerga as três leis de Newton no átomo?”. A proposta: Os estudantes devem conhecer a estrutura, partículas e características atômicas, para então explicar como observam as três leis de Newton em apenas um átomo. Eles devem utilizar o AVA-ECemFoco para registrar suas opiniões. Na segunda aula, prevista para o dia 26/11/2020, será reservado um tempo para o debate.

Ficou curioso? Semana que vem tem mais….

E você, consegue enxergar as três leis de Newton no átomo? Deixe sua opinião abaixo e nos acompanhe pelas redes sociais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *